Edição baseada em texto: A Adobe anunciou novidades para o Premiere Pro, que agora terá a possibilidade de edição de vídeo baseada em texto alimentada pela IA Adobe Sensei. A nova função transcreve automaticamente os clipes, permitindo que editores e produtores realizem cortes iniciais apenas excluindo texto das transcrições, agilizando o trabalho.

Mapeamento automático de tons: A funcionalidade permite aos usuários carregar imagens HDR de diferentes fontes e ter os vídeos automaticamente equalizados com uma paleta consistente.
Isso elimina a necessidade de fazer ajustes manuais de cores, tornando o processo mais eficiente.

Melhorias na colaboração: Novas opções incluem ‘Sequence Locking’ para tornar sequências somente leitura para outros editores e ‘Work While Offline’ para continuar trabalhando offline e publicar mudanças sem sobrescrever o trabalho de outras pessoas. O suporte ao Frame.io também foi incluído, permitindo compartilhamento seguro, revisão colaborativa e gerenciamento de projetos para edições do Premiere Pro.

Versão mais rápida: A última versão do Premiere Pro “é a mais rápida já feita,” segundo a Adobe. Conta com várias melhorias internas, incluindo salvamento automático em segundo plano, opções de reinicialização do sistema e um Gerenciador de Efeitos para plug-ins. A aceleração por GPU para formatos profissionais, transições e modelos de título torna a experiência de edição mais rápida e responsiva, permitindo trabalhar com vídeos de 8K na linha do tempo.

Outras atualizações: Suporte aprimorado para câmeras RED V-Raptor X, ARRI Alexa 35 e Sony Venice v2, expansão do recurso Speech to Text para holandês, norueguês, sueco e dinamarquês, e a capacidade de exportar e renderizar diretamente para o Adobe Media Encoder.

Essas inovações automatizadas visam ajudar criadores a superar tarefas demoradas e permitir que foquem na “desenvolvimento das histórias que desejam contar”, atendendo à crescente demanda por conteúdo.





Fonte