Há cinco anos, o projeto Cão de Rodinhas trabalha a conscientização e os cuidados para pets com deficiência e atua diretamente na melhoria da qualidade de vida dos animais que ficaram com sequelas na mobilidade. Apoiando e informando os tutores, a iniciativa também viabiliza a doação de cadeirinha de rodas, quando necessário.

Os animais assistidos são cães com algum tipo de problema na coluna – decorrente de um trauma, acidentes em geral, uma doença degenerativa ou pelo abandono após contraírem cinomose e ficarem paraplégicos. 

“Essas situações, na maioria das vezes, acontecem após o animal sofrer maus-tratos. Um cão abandonado após contrair cinomose, por exemplo, é um animal vítima de maus-tratos. A conscientização e prevenção são pontos fundamentais para mudar essa realidade, lembrados principalmente durante o Abril Laranja”, comenta o coordenador de Marketing Social da Adimax, André Sano.

Além da doação de cadeiras de rodas, projeto também atua no fomento à informação (Foto: divulgação)

O projeto ajuda mensalmente 47 afiliados e se mantém por meio de parcerias, como a que acontece com a empresa Adimax. “Quando existem grupos que dão essa importância e que trazem à tona como um pet com deficiência pode sim ter uma boa qualidade de vida, nós nos sentimos honrados em incentivar esse trabalho a continuar tocando mais pessoas”, afirma Sano.

É preciso reforçar: muitas pessoas acreditam que adquirir uma cadeirinha de rodas já garante a qualidade de vida para o animal – mas, o bem-estar deles vai além disso. De acordo com a fundadora do projeto Cão de Rodinha, Larrisa Onuki, mais importante que ter uma cadeirinha é ter informação sobre o assunto. 

“A cadeirinha é um equipamento de exercício, que o animal pode usar no máximo meia hora por dia. A cadeirinha não funciona para os animais como para os humanos, existem outras formas de dar qualidade de vida para eles, como preparar o ambiente em casa de forma correta, por exemplo”, explica.

O Cão de Rodinhas também realiza um trabalho de informação, com palestras, incluindo universidades, congressos e, também, a distribuição de material educativo sobre o assunto. Até agora foram distribuídas 4.000 cartilhas. Segundo Sano, a Adimax ajuda na impressão de todo esse material e também faz o intercâmbio, por todo o País, efetuando a entrega de cadeirinhas aos animais que precisam.

Iniciativas como essa fazem a diferença na vida desses pets, mas vão além. “A prevenção será sempre o melhor caminho e isso é feito através da conscientização. O abril laranja está aí para que possamos lembrar e alertar a todos”, finaliza André Sano.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos.

LEIA TAMBÉM:

Profissionais explicam possíveis causas da fobia animal e como tratá-la

Após falecimento do tutor, cachorro viciado em álcool faz tratamento no Reino Unido

CRMV-RJ aborda a campanha Abril Laranja, de prevenção contra a cru



Fonte