Desde que a televisão se consolidou como importante meio de comunicação, as sitcoms fazem sucesso com seus temas focados no cotidiano. As tais comédias de situação, inicialmente importadas dos Estados Unidos, ganharam versões brasileiras e se destacam entre a audiência. A Grande Família, por exemplo, lançou sua primeira versão na Rede Globo em 1972, ganhando uma releitura em 2001, e, ainda hoje, prende o público em frente à televisão para acompanhar a vida conturbada de Lineu e Dona Nenê. Agora, porém, os serviços de streaming têm apostado no formato para fidelizar o público nacional.

Com o sucesso da produção, exibida por 14 temporadas e 485 episódios de 29 de março de 2001 a 11 de setembro de 2014, os canais de televisão, com foco na emissora dos Marinhos, investiram em outras sitcoms, também recheadas de críticas ao cotidiano brasileiro e aos problemas sociais da população.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2

0

Sai de Baixo chegou logo depois, em 1996, enquanto A Diarista, comandada por Cláudia Rodrigues, estreou em 2004 também na Globo.

Toma Lá, da Cá, por sua vez, chegou à Globo 2007, com Alessandra Maestrini, Daniel Torres e Miguel Falabella no elenco. A produção mostrava uma crise financeira que atingiu o condomínio Jambalaya, mudando a rotina dos moradores do edifício. Neste mesmo contexto, o Multishow lançou Vai que Cola em 2013.

Poder dos streamings

E mesmo com todo o sucesso das sitcoms brasileiras na televisão, as produções também foram afetadas pela dominância do streaming. A prova disso é A Sogra que te Pariu, primeira sitcom multicâmera nacional da Netflix, estrelada por Rodrigo Sant’Anna, que chega para segunda temporada na próxima quarta-feira (12/4).

Em sua semana de estreia, a produção alcançou o sexto lugar no Top 10 Global de séries de língua não-inglesa da plataforma de streaming, com mais de 11 milhões de horas assistidas.

A Sogra Que Te Pariu conta a história de Dona Isadir, a sogra dos seus pesadelos. Morando com a família rica de seu filho desde a pandemia, ela está confiante de que Carlos precisa de uma esposa melhor do que a sofisticada Alice e fará de tudo para evitar se mudar de volta para seu pequeno apartamento em um bairro do subúrbio do Rio de Janeiro.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2

0

Rodrigo Sant’Anna falou, em conversa com o Metrópoles, sobre a evolução do humor e a diferença das piadas de antigamente para as brincadeiras “atuais”:

“Acho que o humor, assim como tudo na sociedade, está em evolução. A gente percebe coisas que ficaram para trás e já não são mais engraçadas. Acho que o humor, assim como tudo na vida, é um objeto de investigação. Que tipo de piada que eu faço que ainda reverbera em você, que ainda te faz rir, que não te fere? Acho que é uma investigação.”

“Fico feliz, porque acho que a gente tem evoluído. Eu, por exemplo, tem piadas que já fiz e hoje não faria em hipótese alguma. Isso faz parte de uma evolução, isso é o humor, é tudo. Acho que estamos em constante aprimoramento de todos os seguimentos e o humor faz parte disso”, completa o ator.

Veja a entrevista completa com Rodrigo Sant’Anna:

Mais sitcoms

Notando o sucesso de A Sogra que te Pariu, a Netflix lançou Sem Filtro, com a humorista Ademara, Flávia Reis e Orã Figueiredo no elenco. Mesmo que não tenha conquistado o público internacional, a produção ganhou o Brasil e faturou o TOP10 da plataforma.

A produção acompanha Marcely, uma jovem que não aguenta mais o curso da faculdade e decide largar tudo para realizar seu novo sonho: ser uma influencer. Só que a vida online é mais difícil do que parece, e a menina precisa lidar com os obstáculos da corrida para o sucesso.

Seguindo os passos da Netflix, a Amazon Prime Video anunciou a produção de Toda Família Tem.

A produção de comédia contará a história de Pê, um jovem de 19 anos cuja rotina muda repentinamente quando ele precisa retornar com a família para a casa da avó no Rio de Janeiro, onde sua vida privilegiada cheia de liberdade e conforto chega ao fim.

Ao mesmo tempo em que ele se adapta para conviver com toda a sua família debaixo do mesmo teto e todas as cômicas confusões da Família Silva, Pê também precisa lidar com seus próprios dilemas e inquietações típicos de um jovem mimado que busca se encontrar no mundo.

“Estamos felizes em expandir nossa narrativa local com uma comédia familiar leve. Toda Família Tem é uma história feita sob medida para representar a maioria da população brasileira”, apontou Malu Miranda, head de conteúdo original brasileiro do Amazon Prime Video.





Fonte