Em entrevista à CNN neste domingo (19), o presidente do CNPQ, Ricardo Galvão, celebrou o reajuste das bolsas de pesquisa para estudantes de mestrado e doutorado no Brasil, mas disse que é preciso haver mais investimento em infraestrutura científica para dar melhores condições aos pesquisadores.

“Os pesquisadores naturalmente necessitam de condições de pesquisa, não só laboratórios, mas instalações computacionais e assim por diante”, afirmou.

“Se os investimentos forem feitos, acredito que em um prazo de 2 ou 3 anos nós consigamos recuperar a qualidade e o nível que tínhamos de infraestrutura científica brasileira há cerca de 5, 10 anos”, completou.

Galvão também destacou que a falta de estímulos à ciência nos últimos anos, com valores dos benefícios abaixo do requisitado, geraram uma redução na procura por bolsas de estudo.

“Foram dez anos sem aumento das bolsas de mestrado e doutorado, e nós sentimos nos últimos 3 anos um decréscimo grande na demanda por bolsas. Nós tivemos, claro, o problema da Covid, mas os valores eram tão baixos que foi muito difícil trazer estudantes para a carreira científica, com benefícios melhores no mercado” declarou.

 

*Sob supervisão de Vinicius Tadeu



Fonte