Twitter deixou de distinguir usuários verificados herdados e assinantes do Twitter Blue: a empresa começou a encerrar seu programa de usuários verificados em 1º de abril, conforme anunciando anteriormente por Elon Musk. Agora, a rede exibe a mesma mensagem para usuários verificados herdados (legacy) e assinantes do Twitter Blue. Ou seja, não dá mais pra saber quais contas são entidade autênticas ou pagantes.

Elon Musk dá algumas semanas de prazo para usuários verificados herdados: em um tweet excluído, Musk afirmou que os usuários teriam algumas semanas de prazo antes de perderem suas marcas de verificação. Mais um sinal de que o CEO não sabe o que está fazendo. O processo de remoção das marcas é um trabalho manual e demorado, segundo reportagem do Washington Post.

New York Times perde marca de verificação: o jornal se recusou a pagar pela assinatura do Twitter Blue. Por conta disso, Musk chamou a postura do NYT de “hipócrita” e classificou o feed do veículo na rede social de “diarréia”. Cada vez mais, parece que Elon Musk utiliza o selo de verificado como uma espécie de chantagem aos seus “inimigos”.

Organizações mais seguidas e principais anunciantes poderão manter selos de verificação: segundo relatório, as 10.000 organizações mais seguidas e 500 dos principais anunciantes não precisarão se inscrever no Twitter Blue para manter suas marcas de verificação.

Sucesso limitado do Twitter Blue: a mudança para o Twitter Blue tem tido um sucesso bem limitado até agora. Além do NY Times, outras empresas já anunciaram que não vão pagar pelo selo de verificação. Governos como dos EUA e do Brasil também já se manifestaram na mesma direção. Nem o LeBron James quer pagar. O problema é que, aqueles dispostos a pagar, podem facilmente se passar por uma conta autêntica. Exemplo:

Script no GitHub expõe a diferença no código do site: apesar das tentativas do Twitter de remover a distinção entre usuários verificados herdados e assinantes do Twitter Blue, um script no GitHub ainda expõe a diferença no código do site. Além disso, os perfis que são verificados “de verdade” são seguidos pelo @TwitterVerified.





Fonte