O Free Flow funciona por meio de equipamentos de monitoramento  (Imagem: Pixabay)

O Free Flow, primeiro sistema de passagem livre nas rodovias e em vias urbanas começou na última sexta-feira (31) na Rio-Santos, a BR-101.

O pedágio livre está funcionando nos três pontos instalados em Paraty (km 538), Mangaratiba (km 447) e Itaguaí (km 414). Conforme a CCR RioSP, a tarifa é de R$ 4,10 para os carros de passeio. Já para os veículos comerciais, a tarifa é multiplicada pelo número de eixos.

A concessionária também explica que nos finais de semana e feriados nacionais, conforme prevê o contrato de concessão, a tarifa terá valor diferenciado para as duas categorias, das 18h de sexta-feira às 6h de segunda-feira, o valor é de R$ 6,80.

Free Flow: Como funciona?

O sistema de pedágio livre funciona por meio de equipamentos de monitoramento, sendo: etiqueta eletrônica (TAG) ou leitura de placa.

No primeiro caso, a etiqueta deve ser instalada no para-brisa do veículo. Dessa forma, o valor será cobrado nas faturas do cliente da operadora da TAG.

Segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), caso o motorista tenha interesse em adquirir uma etiqueta eletrônica, precisa pesquisar o perfil de uso da rodovia e verificar qual atende melhor a sua necessidade.

Na segunda possibilidade, a placa do carro é lida pelo sistema de monitoramento. O sistema faz a leitura da placa e o valor da passagem estará disponível para pagamento em até 48 horas. A tarifa deve ser paga em até 15 dias corridos  via PIXWhatsApp/Chatbot, App ou portal web da concessionária.



Fonte