Em um mundo cada vez mais digital, a coleta, o processamento e o compartilhamento de dados passaram a fazer parte do dia a dia de milhões de pessoas. Inclusive, como ativista dos direitos à privacidade na Internet há mais de 15 anos e principal pesquisadora de privacidade da Unico, isso faz parte da minha história.

O ecossistema de identidade digital pode ampliar o acesso das pessoas a produtos e serviços com mais facilidade, segurança e privacidade. Estarei no SXSW, pela primeira vez, para abordar quais seriam esses caminhos e como chegaremos lá. Imaginar o futuro a partir do presente é maravilhoso e  complexo, faz muito mais sentido se for um exercício coletivo e diverso. Este ano, é ainda mais especial pela presença de uma importante delegação de brasileiros que já estão com passaporte e malas prontas.

No dia 10 de março, estarei no Salão J do Hilton, em Austin TX, às 11h30, no painel “Quebrando paradigmas sobre o futuro da identidade digital”. Convidamos Harry Halpin, CEO e co-fundador da Nym Technologies – startup que oferece soluções para privacidade global na internet para uma conversa sobre possibilidades futuras da descentralização da Identidade Digital, com empresas trabalhando pela liberação de todo o potencial dessa tecnologia e ampliando o acesso dos usuários, de forma mais segura com privacidade e com autonomia sobre seus dados.

A proposta do painel será transportar os participantes para um cenário possível, palpável, que está sendo construído hoje em muitas empresas. Justamente, por isso, levarei a minha visão sobre as inovações e desafios enfrentados pelo Sul Global (países em desenvolvimento) frente à ampliação do acesso à ID Digital e a evolução econômica desses mercados emergentes.

Hoje, os países no Sul Global são fortes consumidores das tecnologias que estruturam o Big Data, mas ainda fornecemos pouco, o que pode fazer com que essas tecnologias não sejam tão adequadas às necessidades específicas e diversas da nossa população. À medida que a sociedade avança para uma economia digital, surgem novas demandas que, por sua vez, exigirão uma identificação mais eficiente e segura, além de abraçar as características do nosso povo. Sendo assim, conversar sobre o cenário atual e os avanços no Brasil em relação a essas tecnologias, bem como os riscos enfrentados e o que podemos fazer para mitigá-los, é fundamental.

Esse ano, o SXSW terá muito conteúdo sobre IA, realidades virtuais, cibersegurança, novos modelos de trabalho e o impacto das novas tecnologias nas novas gerações e como elas devem se relacionar nos próximos anos. Para mim, todos os temas englobados neste universo da inovação voltam para um único pilar: a privacidade e a proteção de dados.

Yasodara Cordova, principal Privacy Researcher da Unico, empresa brasileira especializada em identidade digital. Foto: Divulgação.

É exatamente essa a importância deste debate. O South by Southwest (SXSW) é considerado o maior festival de inovação e criatividade do mundo e mostrar para milhares de participantes o potencial da ID Digital neste e nos próximos anos, sempre embasada no respeito aos direitos à privacidade, me deixa muito contente. Estou ansiosa e muito empolgada! Que venham mais oportunidades assim. Nos vemos por lá.


SERVIÇO

SXSW 2023 | ÚnicoPainel: Quebrando paradigmas sobre o futuro da identidade digital
Data: 10 de março, às 11h30
Local: SXSW 2023 – Salon J – Hilton Austin – Texas, EUA.






Fonte