Uma mulher de 82 anos que foi declarada morta em uma casa de repouso em Long Island, em Nova York, nos Estados Unidos, foi encontrada viva quase três horas depois em uma funerária, disseram autoridades, estimulando investigações da polícia e das autoridades de saúde.

A mulher foi declarada morta no sábado (4) no Water’s Edge Rehab and Nursing Center, em Port Jefferson, às 11h15, informou a polícia do condado de Suffolk. Depois de ser levada para a O.B. Davis Funeral Home nas proximidades de Miller Place às 13h30, ela foi encontrada respirando às 14h09, disse a polícia.

A mulher, que as autoridades não identificaram publicamente, foi levada para um hospital depois de ser encontrada viva, disse a polícia.

A CNN não conseguiu obter uma atualização sobre a condição de saúde da mulher na segunda-feira (6), e a polícia não forneceu mais detalhes sobre o incidente.

A polícia do condado de Suffolk e o Departamento de Saúde do Estado de Nova York estão investigando o caso, disseram à CNN. O departamento de saúde não pode comentar mais porque a investigação ainda está em andamento, disse.

O incidente foi encaminhado ao escritório do procurador-geral do estado de Nova York, disse a polícia.

“Esta é uma situação terrível que causou trauma desnecessário para a residente afetada e seus entes queridos”, disse o gabinete do procurador-geral em comunicado enviado por e-mail à CNN, acrescentando que o escritório está analisando o incidente.

Em uma declaração à afiliada da CNN WABC, a funerária disse: “Por respeito à privacidade e confidencialidade das famílias que temos a honra de servir, não estamos em posição de comentar mais sobre este assunto”.

A CNN buscou comentários do centro de enfermagem e da funerária.

Um incidente semelhante foi relatado recentemente em Iowa, onde as autoridades disseram que uma mulher de 66 anos foi encontrada respirando dentro de um saco para cadáveres em dezembro, depois que ela foi declarada morta.



Fonte