O presidente e CEO da Micron Technology, Sanjay Mehrotra, disse a analistas em uma teleconferência de resultados que está confiante no longo prazo (Imagem: REUTERS/Brian Losness)

A Micron Technology previu nesta terça-feira que a receita do terceiro trimestre cairá quase 60% em relação ao ano anterior, mas a queda acentuada está em linha com as expectativas de Wall Street e os executivos da empresa pintaram uma perspectiva otimista para 2025, com a inteligência artificial impulsionando as vendas.

Com um excesso de oferta ainda afetando a indústria de chips, a Micron espera a maior queda de receita desde 2001. A Micron disse que manterá os investimentos em cerca de 7 bilhões de dólares para o ano fiscal de 2023, o limite mais baixo de uma faixa divulgada anteriormente.

A empresa terá como meta uma redução de 15% na força de trabalho este ano, número maior do que a sua meta anterior de 10%.

Matt Bryson, analista de chips da Wedbush Securities, disse que a redução nos gastos de capital é positiva para os investidores, pois isso “anteciparia o tempo para e a abrangência de uma futura recuperação”.

O presidente e CEO da Micron Technology, Sanjay Mehrotra, disse a analistas em uma teleconferência de resultados que está confiante no longo prazo e afirmou que a indústria de chips de memória verá um ano recorde em 2025 em termos de tamanho de mercado.

“Quando você olha para o futuro, ele equivale a AI. E AI equivale a memória, e a Micron está bem posicionada com nossas tecnologias e mapas de produtos para lidar com as crescentes oportunidades lá”, disse.

A proliferação de chatbots generativos de IA, como o ChatGPT, da OpenAI, apoiada pela Microsoft, tem impulsionado a demanda por centros de dados, mitigando a tendência de queda na demanda por chips. Analistas dizem que a expansão da IA generativa pode alimentar um salto na necessidade de armazenamento.

Sumit Sadana, diretor de negócios da Micron, disse à Reuters que um servidor típico de IA tem até oito vezes a quantidade de DRAM e três vezes a quantidade de NAND que um servidor normal tem. A DRAM é uma memória que se apaga quando o dispositivo é desligado, enquanto a NAND armazena a memória mesmo quando o dispositivo está desligado.

A empresa espera uma receita de 3,70 bilhões de dólares no terceiro trimestre, mais ou menos 200 milhões de dólares, correspondendo à estimativa média dos analistas, segundo dados da Refinitiv.



Fonte